Juventude da CTB reúne com Secretário do Trabalho

O objetivo da reunião foi levar ao Secretário a pauta da juventude trabalhadora, como informou Alfredo Santiago, vice-presidente do Sindicato dos Comerciários, “diante do cenário de crise que se constituiu graças a tentativa de golpe à democracia, pelas forças opositoras e agravada, no caso de Salvador, pela atitude do prefeito de autorizar a cobrança pelo uso dos estacionamentos”.

Segundo os membros do Coletivo de Juventude da CTB, a cobrança dos estacionamentos está ocasionando um grande queda nas vendas do comércio e, por consequência, provocando demissões, onde os jovens, que são a maioria da categoria comerciária, são os mais atingidos.

Na pauta também estava a defesa do piso estadual de salários e a solicitação para que o Secretário recomendasse ao governador Ruy Costa a destinação de um percentual de vagas (10 a 15%) no serviço público para os jovens. Da mesma forma, pediram a adoção do mesmo critério nas licitações das empresas prestadoras de serviços, garantindo, assim, a empregabilidade da mão de obra juvenil.

O Coletivo também fez questão de levar uma saudação ao Secretário Álvaro Gomes, pelo trabalho desenvolvido com o Forumat itinerante, a Agenda Bahia pelo Trabalho Decente e as diversas cartilhas, produzidas pela SETRA, com orientações para os trabalhadores.

O Secretário Álvaro Gomes demonstrou sensibilidade a causa dos jovens trabalhadores e assumiu o compromisso de desenvolver estudos sobre o piso salarial estadual. Também se comprometeu em recomendar ao governador a adoção de medidas que fomentem a utilização da mão de obra juvenil.

Álvaro Gomes também relatou os projetos, em andamento, que trazem recorte geracional, como a construção da piscina olímpica de Pituaçu, a atração de competições de basquete e boxe no primeiro semestre de 2016, a construção da pista de atletismo e os estudos para a pista de bicicross. “São projetos para os jovens e que impulsionará o setor da construção civil, abrindo novos canteiros obras, que já podem atuar na lógica da utilização de mão de obra de jovens trabalhadores”, afirmou o Secretário.

Por Sônia Corrêa – Ascom Sindicom

Compartilhe:

Deixe seu recado