Loja da Garibaldi volta a ser autuada pela Codecon

Nesta segunda (8), menos de 30 dias depois de uma primeira autuação, a loja da Avenida Garibaldi voltou a ser autuada pela fiscalização da Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon).

Desta vez, o estabelecimento foi flagrado comercializando produtos deteriorados e descongelados, em desacordo com as normas do consumo, de acordo com artigo 18 da Lei 8.078/90 (Código de Defesa do Consumidor). Os fiscais encontraram cerca de seis quilos de acerola, três quilos de beterraba orgânica, um quilo de uva, além de feijão, amendoim, pimenta de cheiro e cacau estragados, mas sendo comercializados normalmente pela empresa norte-americana.

Os produtos foram destruídos no local e órgão, liga à prefeitura, abrirá novo processo administrativo. A direção do HiperBompreço terá dez dias para apresentar defesa.

Propaganda

Talvez para tentar limpar a imagem de “empresa desrespeito”, o Walmart lançou uma ofensiva de mídia, com uma peça publicitária que eleva um pretenso compromisso do Bompreço com a Bahia. A julgar pela ação da Codecon, a empresa está fazendo muita propaganda, mas está se esquecendo do básico: cumprir as leis e tratar bem seu cliente.

Mas mesmo a propaganda parece que não tem dado muito resultado. A reportagem Do BAHIA TODO DIA foi na tarde desta segunda (11) à loja da Garibaldi e encontrou uma situação inusitada: caixas vazios e ausência de filas.

É a conseqüência por tanto desrespeito.

Compartilhe:

Deixe seu recado