Lojistas apontam queda de até 40% em shoppings após cobrança nos estacionamentos

De acordo com a Tribuna da Bahia, a queda nas vendas têm sido de 30 a 40% de junho para cá. “Não somos contra a cobrança do estacionamento, mas criticamos a forma da decisão imposta goela abaixo dos lojistas e do público, sem uma discussão que pudesse encontrar um denominador comum e que beneficiasse todos os segmentos que fazem parte dos shopping centers”, afirmou o presidente da Associação dos Lojistas do Salvador Shopping, Umberto Paiva.

A associação busca, por exemplo, diminuir a cobrança do estacionamento para R$ 2,00 como uma forma de atrair mais clientes – além da diminuição do tempo mínimo de gratuidade de meia hora para 15 minutos.

Já a Associação Brasileira dos Shopping Centers (Abrasce) na Bahia, garante que é questão de tempo para os clientes retornarem e a seccional baiana projeta um crescimento de até 7,5 % nas vendas este ano.

Segundo explicou Edson Piaggio, que dirige a entidade na Bahia, o esvaziamento da clientela é passageiro e decorre, ainda, do período de maturação com a realidade da cobrança de estacionamento.

Fonte: Bahia Notícias

Compartilhe:

Deixe seu recado