Maioria do comércio espera fim de ano melhor que o de 2011

O otimismo se deve ao aumento da oferta de crédito e à estabilidade do emprego, informaram, em nota, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o SPC Brasil, que encomendaram a pesquisa.

Outros fatores que, na avaliação dos comerciantes, devem elevar a atividade do varejo em dezembro são a redução das taxas de juros e o maior planejamento financeiro das famílias. O setor varejista brasileiro está confiante no cenário econômico nacional, afirma a CNDL. Para 11% dos entrevistados, entretanto, as vendas de fim de ano devem cair na comparação com 2011. O levantamento foi realizado com empresários de todas capitais brasileiras e do Distrito Federal.

Compartilhe:

Deixe seu recado