MAIORIA DOS EMPREGOS NO COMÉRCIO SÃO GERADOS POR EMPRESAS “NOVATAS”

Quanto a chamada “taxa de mortalidade”, percentual de empresas que fecham com apenas um ano de existência, o índice caiu de 17,7% para 16,3%, entre 2009 e 2010, o correspondente à 736 mil empresas. O número de firmas ativas subiu de 6,1% (262 mil) no mesmo período.

Dentre as empresas de alto crescimento (de três a dez anos de existência) o aumento foi de 7,7% em 2010, com destaque para o comércio com maior participação no ramo, com 26,6%. Já as empresas gazelas (com até oito anos de mercado) caiu para 7,2% em 2010, comparado com 2009 quando registrou 7,4%.

Nas empresas de alto crescimento o pessoal assalariado subiu de 1,8 milhão em 2007 para cerca de 5 milhões em 2010, alta de 175,4%, representando 3,2 milhões de novos empregos.

Compartilhe:

Deixe seu recado