Mais restaurantes do Sesc e alimentação digna nas empresas

Os comerciários, ainda com salários baixos para a força do comércio, têm que gastar grande parte do que ganha com alimentação na rua, porque muitas empresas não fornecem refeição ou ticket.  E quando fornecem, os valores são irrisórios, em muitos casos suficientes apenas para um lanche.

O Sesc pode

O comércio expandiu e há 20 anos que a cidade conta com apenas três restaurantes do Sesc. Lutaremos para que sejam ampliadas as unidades para locais de grandes concentrações comerciais como: Iguatemi, Barra, Cajazeiras, Subúrbio, Liberdade, Itapoan, entre outros.

Mais restaurantes do Sesc atenderia trabalhadores de pequenas e médias empresas, que têm dificuldades em oferecer auxlílio-alimentação. A luta será grande.

Comida cara

Os trabalhadores são prejudicados com os altos preços praticados nos restaurantes. Segundo pesquisa da Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert), o preço médio cobrado pelos restaurantes a quilo na cidade é de R$20,59.

Algumas empresas fornecem almoço através de refeitórios próprios. Porém, as refeições são de má qualidade.Vamos cobrar das empresas o nosso direito a uma alimentação digna e de qualidade, com ampliação do número de restaurantes do Sesc. Faça parte desta luta e ajude na conquista por melhores benefícios para a categoria.

Compartilhe:

Deixe seu recado