Marcha em Brasília reúne milhares pela democracia

“As manifestações tem como tema central a luta pela retomada do desenvolvimento, a defesa da democracia, da Petrobrás e por mais direitos”, informou Genivaldo Marcos, secretário geral do Sindicato dos Comerciários, que esteve em Brasília, junto com os diretores João Brandão e Evangivaldo Ferreira (Helmanns).

O presidente da CTB, Adilson Araújo, subiu no carro de som e deixou claro que a Central não abre mão dos direitos sociais e trabalhistas, mas lembrou que as conquistas dos trabalhadores só é possível com a existência de uma sociedade democrática.

2

O vice-presidente nacional do PCdoB, Walter Sorrentino também se manifestou, saudando a iniciativa da Frente Brasil Popular de ir às ruas defender um dos bens mais caros ao povo brasileiro, que é a democracia. Ele disse que a oposição e os golpistas que pedem o impeachment de uma presidenta, sem qualquer embasamento nas acusações que lhe fazem, desrespeitam a vontade soberana da maioria dos brasileiros que a elegeram.

Bárbara Melo, presidenta da Ubes foi enfática ao dizer que a juventude e os estudantes não arredarão pé das ruas na luta pela valorização da educação e em defesa de um país democrático.

POLÍCIA PARA QUEM PRECISA DE POLÍCIA

IMG_0143

O regulamento das Casas Legislativa Federais assevera que o gramado em frente ao Congresso Nacional só pode ser ocupado por acampamentos, depois do pavilhão das bandeiras. No entanto, o um espaço está ocupado por dezenas de barracas do movimento golpista. Mas, o número de barracas não correspondem ao número de pessoas.

“Trata-se de um acampamento fantasma”, comentou um funcionário do Ministério da Saúde, que fica em frente ao acampamento. O fato de não haverem pessoas ocupando as barracas também já foi denunciado, em vídeo, pelo deputado gaúcho Paulo Pimenta.

Mesmo assim, centenas de policiais do Distrito Federal foram mobilizados para fazer um cordão de isolamento, impedir o acesso dos estudantes a este tradicional ponto de manifestações populares e defender a propriedade privada das barracas no espaço público.

Compartilhe:

Deixe seu recado