Selfshop não muda após várias tentativas de acordos

Denunciada à Superintendência Regional do Trabalho, a empresa sempre dificultou as negociações, e em novembro de 2012 os trabalhadores passaram a receber salário em parcelasPara protestar contra este posicionamento, os comerciários estão realizando manifestações e parando as atividades das lojas (Salvador Norte 25, Salvador Shopping 26/7) e depósito (1/8).

Além das recusa em pagar as rescisões, os ex funcionários reclamam também dedescumprimento das leis trabalhistas e da Convenção Coletiva de Trabalho; não pagamento de horas extras; trabalho no feriado dos comerciários; descontos indevidos; prática de acúmulo de função; perseguições; assédio morae atrasos no FGTS e nos salários.

Uma reunião está agendada com a empresa para esta sexta-feira (2/8), às 11hs, e às 14hs haverá uma assembleia com os comerciários na sede da categoria. Quando serão analisadas e votadas as propostas.

Compartilhe:

Deixe seu recado