Novembro Negro dos Comerciários é celebrado na Praça da Piedade

Os participantes puderam ouvir importantes palestras sobre as diversas vertentes da luta pela igualdade racial, como a representante da União Brasileira de Mulheres (UBM), Natália Oliveira, o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), representado por Ana Georgina da Silva, o dirigente do Sintrasuper, Antônio Suzart e a representante da União de Negros pela Igualdade (Unegro), Sirlene Vanessa.

A abertura foi feita pelas dirigentes do Sindicato, Rosimeire Correia e Taina Jesus. Os presidentes da Federação dos Comerciários da Bahia (FEC), Reginaldo Oliveira, do Sindicatos dos Comerciários, Jaelson Dourado e do Sindicato dos Empregados em Supermercados, Adilson Alves, também compuseram a mesa.

O tema central “Seguir em frente por mais avanços para a população negra” buscou resgatar as conquistas e avanços obtidos, especialmente, nos governos Lula e Dilma que, com a criação da SEPPIR (Secretaria de Promoção de Políticas para Igualdade Racial), contribuiu para o estabelecimento de políticas públicas para a população negra.

Para a diretora Taina Jesus, “a luta das mulheres e homens negros contra o racismo e discriminação vem ganhando a cada dia mais os espaços e as ruas do pais, na busca por uma sociedade justa e igualitaria”.

“A criação de políticas públicas para o povo negro, durante os governos Lula e Dilma, tem resultado em conquistas”, afirma Taina. Entretanto, avalia que “ainda há muito a se fazer uma vez que nós, negras e negros, somos discriminados e oprimidos, não só pela cor da pele, como também pela nossa condição social”.

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado