Prévia da inflação oficial acelera para 0,43% em abril, diz IBGE

Os principais responsáveis pela aceleração da inflação foram os grupos de gastos com habitação (de 0,44% em março para 0,75%) e com despesas pessoais (de 0,60% para 1,43%), que responderam por 58% do índice no mês.

Dentro do grupo de despesas pessoais, as principais influências partiram da variação de preços de cigarro (de 0,00% para 5,56%), que tiveram reajuste no início de abril, e empregado doméstico (de 1,38% para 1,87%). Também tiveram aumento de preços consideráveis cabeleireiro (de 0,23% para 1,86%) e manicure (de 0,23% para 1,29%).

Já no grupo de gastos com habitação, o maior impacto foi exercido pela variação do aluguel residencial (de 0,45% para 0,82%), condomínio (de 0,48% para 1,01%), mão de obra para pequenos reparos (de 1,03% para 1,31%), artigos de limpeza (de 0,46% para 0,95%), água e esgoto (de 0,19% para 1,60%).

Os preços do grupo saúde e cuidados pessoais variaram de 0,54% para 0,62%, com pressões vindo de serviços médicos e dentários (de 0,79% para 1,30%) e serviços laboratoriais e hospitalares (de 0,36% para 0,81%).

Compartilhe:

Deixe seu recado