Resistência, unidade e luta em 2017

Depois de aprovar a PEC 55, que limita os gastos sociais do governo por 20 anos, e propor uma reforma da Previdência que não pega os sonegadores, mas coloca as futuras gerações para se aposentarem trabalhando mais, eles pretendem aprovar a reforma trabalhista que vai tirar da CLT vários direitos históricos.

Sob a promessa de tirar o País da crise, o governo Temer vai no caminho de maior recessão, que ultrapassará os 3% esse ano. Já o crescimento em 2017 não chegará a 1%. Ao invés de iniciativas que aqueçam a economia valorizando os salários e o mercado interno, o governo produz arrocho, diminuição da renda e altas taxas de juros, que beneficiam a especulação financeira, além de inibir o consumo e os investimentos.

A missão é mobilizar os trabalhadores e a sociedade construindo uma frente ampla em defesa dos interesses maiores do Brasil, da democracia, dos direitos trabalhistas e pela retomada do crescimento econômico. Vamos juntos com a Frente Brasil Popular e a Frente Povo sem Medo exigir a saída de Temer e eleições diretas para presidente, a defesa do Estado Democrático de Direito e da Petrobras, além da geração de empregos sem retirada de direitos.

Compartilhe:

Deixe seu recado