Rodeirada X M Borges – Grande final do Campeonato Soçaite

A equipe Rodeirada foi a primeira a se classificar para a final, venceu a disputa contra a Turma do Léo por 3X2. No segundo jogo foi a vez de M Borges, ao vencer a equipe Mercantil Rodrigues por 1X0. As expectativas são grandes para as duas equipes. Rodeirada é bicampeã e busca o tricampeonato. Já M Borges joga pelo bicampeonato.“O jogo de hoje foi muito difícil, nervoso, mas nossa equipe entrou determinada para a vitória e na próxima partida esperamos ter o mesmo sucesso. Participamos de 5 edições, chegamos em três finais e somos bicampões, agora vamos buscar o tricampeonato”, afirmou Derivaldo Brito (Rodeirada). “ A equipe está de parabéns e vamos em busca do bicampeonato. Pode ter certeza que vamos com tudo pra cima deles, destacou ”Adriano Nogueira (M Borges).

3º e 4º colocados

Turma do Léo e Mercantil Rodrigues também estão otimistas e prometem um grande jogo na final. As equipes vão disputar a 3ª e 4ª colocação e vão suar a camisa para garantir uma boa posição. “As expectativas são grandes. Nosso time chegou até aqui, tá determinado e unido. Não deu para a final mas vamos em busca do 3º lugar”, destacou Antonio Moreira (Turma do Léo). “Enfrentamos diversas dificuldades mas conseguimos chegar na final. No próximo domingo vamos em busca da 3ª colocação”, completou Ademário Barbosa (Mercantil Rodrigues).

Edilson – profissional comerciário

O ex jogador profissional Edilson foi descoberto em um campeonato de futebol amador no Sesc Piatã. Ex comerciário, prestigiou o campeonato dos comerciários e falou da importância do futebol amador na sua vida. “Eu saí do futebol amador para o profissional, é importante que o jogador passe por essa experiência. Joguei muito no Campeonato dos Comerciários, onde fui descoberto e entrei para o futebol profissional. No futebol amador existe vários valores como disciplina, respeito, vida social, entre outros, que precisam ser incentivados. Além disso, o jogador é amador em um dia e no outro pode virar profissional, por isso deve haver um maior incentivo por parte das empresas”, concluiu Edilson.

Compartilhe:

Deixe seu recado