Rodoviários baianos fazem manifestação por mais segurança

“Fui para o ponto em meu horário normal, umas 6h30, mas percebi o atraso ao esperar o ônibus e liguei para o motorista, que informou que só sairia da garagem às 8h. Tive que voltar para casa e esperar”, relata Diego Rodrigues, funcionário da Petrobras.

Além de se reunirem em frente às empresas de ônibus, os manifestantes também se concentram na entrada da Refinaria Landulpho Alves, no município de Madre de Deus, região metropolitana de Salvador. De acordo com Manoel Machado, presidente do sindicato dos rodoviários no estado, o movimento também pede a atenção da Petrobras para as empresas contratadas para o transporte de seus trabalhadores que não estariam cumprindo a convenção coletiva, desobedecendo às determinações para pagamento de hora extra, alimentação e transporte, por exemplo.

Compartilhe:

Deixe seu recado