Salvador, 467 anos: Viva o povo soteropolitano

Ao comemorar os 467 anos de Salvador, o Sindicato dos Comerciários, em plena campanha salarial, busca conquistar mais dignidade para a categoria comerciária, cuja participação no mercado de trabalho da capital baiana, representa cerca de 85% da atividade laboral, junto com os setores de serviços.

Jaelson Dourado, presidente do Sindicato, diz que este ano a cidade está convocada a construir alternativas, visto que as obras da prefeitura, como as praças e orla, são feitas para “inglês ver”, ou seja, uma preocupação excessiva com os turistas e o completo esquecimento da periferia da cidade que, com a chegada das chuvas, tendem a escorrer pelas encostas.

“Temos que ter coragem para mudar, porque o povo trabalhador de Salvador merece muito mais dignidade, mais educação, urbanização, mobilidade com vias e transporte de qualidade, saúde, entre outras questões”, afirma o presidente Jaelson.

O povo soteropolitano, nesse dia de comemoração quer mais que festa. Quer uma cidade digna para morar, com uma administração que invista no social.

Salvador cresceu muito desde sua fundação, mas é preciso que seu povo seja valorizado.

Compartilhe:

Deixe seu recado