Segunda-feira, 20 de outubro, é o nosso feriado!

Os “caixeiros”, como eram conhecidos os comerciários, não aguentavam mais as ameaças e o sistema de quase escravidão que eram submetidos. Criaram pequenos grupos e associações de apoio, que se tornaram os atuais Sindicatos Trabalhistas. As manifestações e associações começaram a se espalhar por todos os estados do país e no dia 29 de outubro de 1932 houve uma grande manifestação na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com mais de 5 mil comerciários marchando em direção ao Palácio do Governo (Palácio do Catete).

Os manifestantes foram recebidos pelo Presidente Getúlio Vargas, que aceitou as reivindicações dos trabalhadores e assinou o Decreto de Lei nº 4.042, de 29 de outubro de 1932, determinando a jornada de trabalho para 8 horas por dia e o repouso remunerado aos domingos para todos os trabalhadores.

Negociações dos lojistas vão a processo judicial

DISSÍDIO COLETIVO

O Sindicato entrou com processo de dissídio coletivo na Justiça do Trabalho tendo em vista a inflexibilidade dos patrões em relação a assinatura da Convenção Coletiva de 2014 e caberá a justiça uma decisão quanto as reivindicações da categoria. Os empresários insistem em retirar direitos e o Sindicato não vai permitir retrocessos.

Enquanto a justiça não decide, a entidade lembra que, conforme a Súmula 277 do TST, todos os benefícios sociais assegurados na Convenção Coletiva de 2013 estão preservados até que um novo acordo seja assinado.

Segundo determinações de Leis Federal e Municipal, se não houver negociação registrada em Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) o comércio de Salvador não poderá funcionar nos domingos e feriados, sob pena de multa caso a empresa obrigue o comerciário a laborar em situação irregular.

Comerciários, participem das atividades do Sindicato!

’’Quem não luta pelo futuro, é obrigado a aceitar um futuro qualquer’’.

Clique aqui e confira a programação completa do Sesc.

Compartilhe:

Deixe seu recado