Comerciários fecham lojas na Avenida Sete em protesto

“Tradicionalmente o comércio de Salvador nunca funcionou nestas datas e o comerciário não pode ser penalizado pela ganância dos patrões em busca do lucro. Os trabalhadores não aceitam mais esta exploração, por isso estamos envolvendo todos na atividade para exigir mais responsabilidade nas mesas de negociações.”, falou Jaelson Dourado, Presidente do Sindicato.

A Convenção Coletiva de 2012 venceu em 28 de fevereiro de 2013 e até o momento não houve bom senso por parte dos patrões. Com isso, nenhuma loja poderá funcionar nos domingos e feriados que não fazem parte da Lei Municipal 6.940/06 até que um novo acordo seja assinado. Na sexta-feira Santa o comércio foi aberto e a Justiça do Trabalho aplicou multa no valor de R$ 10 mil contra o Sindlojas por cada loja aberta. Para se justificar, os empresários se utilizaram das mudanças ocorridas na súmula 277, que prevê continuidade no acordo anterior caso não haja um novo. O Sindicato dos Comerciários não vai permitir mais abusos e explorações contra os trabalhadores. Se para abrir as lojas em domingos e feriados valem as negociações de 2012, que sejam aplicados também os reajustes salariais para os trabalhadores.

“Próximo domingo, feriado de 21 de abril, não poderá haver trabalho porque não há acordo. Nosso departamento jurídico encaminhou solicitação de fiscalização à Sucom, Sesp e Superintendêcia Regional do Trabalho e Emprego. Caso o comércio abra, burlando assim as Leis Federal e Municipal, o Sindicato entrará com ações para que a Justiça mais uma vez seja feita,” concluiu Jaelson.

Compartilhe:

Deixe seu recado