Senado retira trabalho aos domingos e feriados da MP 881

O Senado aprovou, nesta quarta (21) a MP da “Liberdade Econômica”, mas retirou o item que liberava, escancaradamente, o trabalho aos domingos e feriados. Isso se deve muito a pressão das centrais sindicais e dos partidos de esquerda.

Para o presidente do Sindicato dos Comerciários, Renato Ezequiel, a decisão corrige um absurdo do governo e da Câmara Federal. “Eles falam em liberdade, mas a medida iria impor o trabalho aos domingos e feriados sem qualquer diálogo com os sindicatos dos trabalhadores. Sempre negociamos essa questão com as entidades empresariais, garantindo regras e o pagamento desses dias especiais. Seguiremos sempre nessa linha”, celebra.

A presidenta do SintraSuper, Rosa de Souza, também comemora, mas alerta que a luta ainda continua. “Isso porque o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que o tema será discutido em outro momento, através de um projeto de lei. Os sindicatos e as centrais estão atentos. Se insistirem, vamos mobilizar os trabalhadores novamente”, afirma.

Por considerar o trecho sobre esse assunto uma “matéria estranha”, o Senado envia o projeto direto para sanção ou veto presidencial, sem ter que voltar à Câmara.

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado