Servidores de Salvador continua em greve

Nesta segunda, 4, a Justiça determinou que a prefeitura pague os salários dos servidores em greve.

A categoria questiona ainda que a gestão municipal não cumpriu o acordo da campanha salarial de 2015 e não apresentou contraproposta para a pauta apresentada no final do mês de janeiro relacionado ao ano corrente. Dentre os itens mais importantes, os servidores pedem reajuste linear de 17% nos salários, aumento do valor do auxílio-alimentação e pagamento do piso salarial dos agentes de saúde.

Com a greve tendo sido iniciada no último dia 15 de março, a categoria apresentou proposta de negociação que envolvia o desbloqueio imediato dos salários retidos e abono dos dias de mobilização. Mesmo com a garantia a reposição das horas pelos trabalhadores, a titular da Semge rechaçou a proposta e reafirmou a que a gestão mantém o corte do ponto e a consequente retenção dos vencimentos. A decisão unilateral do prefeito confirmada pela secretária da Semge não foi aceita pelos servidores presentes na assembleia e a greve foi mantida com forma de força a prefeitura a retomar as conversas no sentido de estabelecer a normalidade.

Decididos em realizar novos atos, os servidores realizam nova assembleia, desta vez, na frente da Câmara Municipal, na próxima terça-feira (05), às 08h. No sábado, às 07h, a categoria protestou na orla marítima. A ação aconteceu na frente da sede da Salvamar, em Patamares.

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado