Sindicato celebra e acompanha reabertura de shoppings e comércio de rua

Nesta terça (07), o governador Rui Costa (PT) e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) anunciaram as novas medidas para a retomada de setores da economia na capital. Segundo os gestores, a decisão foi tomada com avaliação da diminuição do número de infectados na cidade.

O presidente do Sindicato dos Comerciários, Renato Ezequiel, avaliou como positiva a reabertura dos shoppings e lojas de rua. “Era uma expectativa grande em função dos prejuízos causados pelo fechamento do setor por mais de três meses. É bom ver que se primou pela proteção da vida e pela tomada de decisões com base em critérios técnicos
e científicos”, destaca.

Na Fase 1, que se baseia na taxa de ocupação de leitos de UTI menor que 75% (hoje está em 79%), abrem shoppings, centros comerciais e lojas de rua acima de 200 metros quadrados, além de templos religiosos e drives in. Pelo protocolo estabelecido, os shoppings funcionarão de segunda a sábado, das 12h as 20h, sendo que nas áreas comuns deve-se ter uma pessoa por 9 metros quadrados, e, nas lojas, uma pessoa por 5 metros quadrados.

Já o comércio de rua, abrirá de segunda a sexta, das 10h às 16h, uma  pessoa a cada 9 metros quadrados. Além disso, é obrigatório o uso de máscaras e o distanciamento entre pessoas nos estabelecimentos. Os estacionamentos devem liberar apenas 50% das vagas.

ACOMPANHAR

Segundo Ezequiel, é prudente a a retomada gradual e progressiva, com avaliação permanente dos impactos e calculando o risco de transmissão de cada atividade aberta. “É importante também a exigência da medição da temperatura do público e a testagem dos funcionários, na reabertura e a cada 21 dias, além de colocar os shoppings com responsabilidade solidária aos lojistas para o cumprimento das medidas. Vamos acompanhar para que as empresas forneçam equipamentos de segurança, como máscaras e álcool em gel para os funcionários”, afirma.

 

Compartilhe:

Deixe seu recado