Sindicato e o novo decreto para funcionamento do comércio

Mesmo com as últimas medidas melhorando a situação de espera de leitos, governo e Prefeitura de Salvador prorrogaram as ações mais duras. Apenas será permitido o funcionamento das atividades consideradas essenciais, até as 5h do dia 5 de abril, próxima segunda-feira.

O Sindicato dos Comerciários aguarda posição da prefeitura sobre a participação da entidade no comitê de crise. “Esse colegiado foi criado para debater e referendar decisões sobre medidas de prevenção à pandemia e para reestabelecer o funcionamento das atividades econômicas. Os comerciários precisam ser ouvidos e nós temos sugestões”, enfatiza o presidente do sindicato, Renato Ezequiel.

As novas medidas na Região Metropolitana valem para Salvador, Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Lauro de Freitas, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé e Simões Filho. Nessas cidades, só funcionarão atividades ligadas à saúde e ao enfrentamento da pandemia; comercialização de gêneros alimentícios e feiras livres; segurança e urgência e emergência.

MAIS DETALHES

Em toda a Bahia, os supermercados só poderão comercializar gêneros alimentícios e produtos de limpeza e higiene. Farmácias, apenas medicamentos e produtos voltados à saúde. Bares e restaurantes podem vender e entregar em domicílio, até as 24h.

Sobre transporte, atenção para a suspenção da atividade: das 20h as 5h, até o dia 5/4. Exceto deslocamentos por motivos de saúde ou em situações em que fique comprovada a urgência, segue proibida a circulação de pessoas entre 18h e 5h, em todos os 417 municípios.

Também está proibida a venda de bebidas alcoólicas, das 18h de 1º de abril até 5h de 5 de abril, inclusive por delivery. Da mesma forma, não pode haver a prática de atividades esportivas, sendo permitidas práticas individuais, sem aglomeração. Academias e similares não podem funcionar até dia 5/4.

Atos religiosos podem ocorrer no estado, respeitados os protocolos: distanciamento social, uso de máscaras, capacidade máxima de lotação de 30%, em espaços amplos e com ventilação. Ficam vedados, procedimentos cirúrgicos eletivos não urgentes ou emergenciais, além qualquer evento e atividade que envolvam aglomeração de pessoas.

Com informações do Bahia de Valor

Compartilhe:

Deixe seu recado