Sindicato garante acordo para trabalhadores dos supermercados

Depois de diversas manifestações, o sindicato patronal dos trabalhadores de supermercados cedeu e melhoraram as propostas em relação ao reajuste salarial e para os domingos e feriados.

A partir desse mês de abril, os funcionários do setor recebem o reajuste de 4,77%, valor acima da inflação do período. Para quem ganha acima do piso, o aumento foi de 5,5%. Fiquem atentos: ninguém com mais de três meses de trabalho pode ganhar menos que os pisos salariais. No geral, os reajustes variaram entre 7,17% e 9,34%.

Quem tirou férias ou foi demitido em março e abril terá direito a receber as diferenças retroativas a 1º de março. O dia dos Comerciários será comemorado em 25 de outubro. Em relação à alimentação, a ajuda mínima ficou em R$5. Para os domingos e feriados, o valor pago será de R$8 para as empresas que abrem até às 14h e de funcionários com jornada de 6h. Já nas empresas que abrem após às 14h o valor será de R$14. Nas que possuem mais de mil funcionários e funcionam em nível nacional será pago R$15. O empacotador, com jornada de 40h semanais, terá salário de R$510.

Nos feriados de Natal e Ano Novo, as lojas que abrirem terão que pagar R$30 (até mil empregados) e R$55 (empresas com mais de mil funcionários). Mesmo com os avanços, o Sindicato continuará vigilante nas ações das empresas, sobretudo no que se refere às condições de trabalho e pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O setor de supermercados, atualmente, é o pior lugar do comércio para se trabalhar.

Novos pisos:

– Empresas com até mil empregados: R$515 (9,34%) %u2013 para boy, faxineiro, copeiro, entregador, servente e similares. Para demais funções, R$544 (7,8%).

– Empresas com mais de mil empregados e em nível nacional. R$532 (8,5%) – para boy, faxineiro, copeiro, entregador, servente e similares. Para demais funções, R$583 (7,17%)

Compartilhe:

Deixe seu recado