Sindicato sai na defesa dos comerciários da Paris Joias

Com 16 lojas no Brasil, (em Salvador tem duas no Itaigara, Bela Vista), a Paris Joias fechou várias unidades. O pior é que está demitindo os trabalhadores e mandando todo mundo dar queixa na Justiça. O Sindicato saiu em defesa da categoria e já conseguiu reverter algumas situações. É importante que as pessoas procurem a entidade para ver as melhores orientações neste caso.

Parece que a missão da empresa (tornar acessível o prazer de se adquirir uma bela joia) não se aplica ao acesso dos seus funcionários aos direitos que ainda têm. A Paris não depositou o FGTS do pessoal, além ter atrasado pagamento de salários, transporte e alimentação.

Não adianta falar em excelência no relacionamento com os clientes e garantia dos produtos, e fazer feio quando se trata de quem ajuda a empresa a ser o que é.

Isso tudo por conta da reforma trabalhista de Michel Temer, apoiada pelo deputado federal que se tornou presidente. Não gerou empregos e só precarizou ainda mais as condições de trabalho de quem conseguiu se manter no mercado. Vamos à luta para impedir novos ataques aos nossos direitos.

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado