Sindicato solicita à SRTE fiscalizações no comércio

Nesta época, os shoppings ampliam seus horários e sobrecarregam os trabalhadores, que já tem uma jornada abusiva (que ultrapassa 8h), chegando a laborar 50h semanais, e em alguns casos, em todos os domingos sem alternância, contrariando assim a CLT e a Convenção Coletiva de Trabalho.

Para evitar abusos e punir as empresas que desrespeitam os direitos dos trabalhadores, o Sindicato vai cobrar da SRTE que os fiscais visitem os shoppings e o comércio de rua para fiscalizar e punir as empresas que desrespeitam as regras e Leis do Trabalho, garantindo assim que o trabalhador não seja explorado e prejudicado.

Compartilhe:

Deixe seu recado