Sindicatos e movimentos sociais convocam greve geral em Salvador

Na tarde desta terça-feira, 20, um “esquenta” convocando a greve geral do dia 30 levou centenas de sindicalistas e representantes dos movimentos sociais às ruas do Centro de Salvador. Realizado pela Frente Brasil Popular (FBP) e as centrais sindicais, o ato chamou atenção para as novas denúncias contra o presidente golpista Michel Temer.

Para o coordenador da FBP na Bahia, Walter Takamoto, o chefe do Executivo não tem mais condições de governar. “A cada dia surgem novos escândalos envolvendo Michel Temer. A Polícia Federal apresenta provas de recursos ilegais que passaram por suas contas bancárias. O dono da JBS afirma que o presidente é o chefe da pior quadrilha que existe. Portanto, é fundamental a participação dos trabalhadores e do povo na greve do dia 30”, afirmou.

Dirigente da CTB Bahia, Aurino Pedreira destacou a derrota do governo no Senado. “A proposta de reforma trabalhista foi rejeitada na Comissão de Assuntos Sociais. Vamos pressionar para que também tenha o mesmo fim na Comissão de Constituição e Justiça e no Plenário. As manifestações de rua são importantes neste momento”, frisou.

COMERCIÁRIOS NA LUTA

Os comerciários de Salvador e da Bahia foram representados por dirigentes do Sindicato e da FEC Bahia. Segundo o diretor financeiro do Sindcom Ailton Plínio, a categoria em Salvador dará sua contribuição participando da greve no dia 30. “Temos que reagir agora para derrotar essas reformas tão prejudiciais aos trabalhadores brasileiros”, denunciou.

Vice-presidente da CTB Bahia e dirigente do Sintrasuper (Sindicato dos Trabalhadores de Supermercados), Rosa de Souza enfatizou a necessidade da população se mobilizar e ir às ruas junto com os trabalhadores.

A Federação dos Comerciários da Bahia também reforçou o chamado para os sindicatos do interior. “Estamos orientando nossos dirigentes a mobilizarem os comerciários nas principais cidades do estado para realizarmos uma grande greve geral e, assim, derrotar o governo e suas reformas”, afirmou.

Compartilhe:

Deixe seu recado