Supermercados avançam, mas reajustes estão abaixo da inflação

Na tarde desta quarta-feira (24), o SintraSuper teve a segunda rodada de negociação com o sindicato patronal de supermercados. Mesmo com avanços nas discussões, a proposta de reajuste ainda é insuficiente.

Eles ofereceram 3,5% para quem ganha acima dos pisos salariais e 4,5% para os pisos. São índices abaixo do INPC referente a nossa data-base: 6,22%. Da nossa proposta inicial, de 8%, baixamos para 7,3%, pois o setor pode repor a inflação e dar um ganho real para a categoria.

Além disso, a mesa debate possíveis ajustes na compensação de horas, horas “negativas” e jornada 12X36. O SintraSuper e a categoria esperam mais avanços dos patrões na próxima reunião, agendada para 6 de abril.

“Não podemos assinar um acordo com reajustes abaixo da inflação. Mesmo com a pandemia, o setor foi um dos que permaneceram abertos e seguiu tendo bons resultados. Agora, é o momento de valorizar o trabalho de quem garante o funcionamento das lojas. Quanto às mudanças na jornada de trabalho, podemos evoluir desde que não prejudique a categoria”, afirmou a presidente do Sindicato, Rosa de Souza.

 

Compartilhe:

Deixe seu recado