Supermercados superam shoppings nas compras por impulso

De acordo com o estudo, 34% dos entrevistados admitem gastar mais do que o planejado quando estão em supermercados contra 25% em shopping centers. As lojas online, como e-commerces e sites de compras coletivas, apareceram em terceiro lugar, com 19%.

As compras sem planejamento nos supermercados são uma prática comum na maior parte das classes sociais, mas demonstram ser mais recorrentes entre as famílias da classe C. A cada dez entrevistados da classe C, pelos menos quatro responderam que são mais impulsivos nos supermercados contra 29% dos consumidores das classes A e B. Os shopping centers são responsáveis pelas compras por impulso para 27% dos entrevistados das classes A e B enquanto que na classe C o percentual é de 22%, revela a pesquisa.

Na avaliação dos economistas ligados ao estudo, alguns hábitos inapropriados podem contribuir para a impulsividade nas compras, como não fazer uma lista de planejamento antes de sair de casa ou até mesmo levar filhos pequenos para os supermercados. Pelo menos 26% dos entrevistados afirmam que não resistem às pressões dos filhos e acabam enchendo o carrinho com mais produtos do que deviam. Entre os pais que tem crianças de até seis anos de idade o percentual aumenta para 37% e para os que tem filhos entre sete e 15 anos é de 35%.

Compartilhe:

Deixe seu recado