Trabalhadores da Conder paralisam atividades

O protesto dos servidores é contra a reforma estatutária, que dá poderes à CONDER de demitir quando quiser, e a proposta da empresa de não dar nenhum reajuste salarial.

Paralelamente à paralisação, hoje, às 10 horas, acontece uma audiência, na 7ª Vara, no Tribunal Regional do Trabalho, no Comércio, sobre a questão dos trabalhadores demitidos. A reintegração foi determinada pela Justiça do Trabalho, mas não foi atendida pela empresa.

A data-base da categoria é maio, mas até agora a direção da CONDER não sinalizou com qualquer avanço nas negociações.

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado