Vendas de carros disparam em junho

Na comparação com junho do ano passado, houve crescimento de 18,7%. Na primeira quinzena, as vendas subiram 19%, com 175.659 unidades, aponta dados dos distribuidores (Fenabrave).

A média diária de junho também deverá ser histórica, com 17.033 unidades vendidas contra 12.470 em maio e mês se aproxima do melhor resultado da história, que é dezembro de 2010, com 361.197 unidades. Com o forte resultado de junho, o setor deve fechar o semestre com 1,63 milhão de carros licenciados.

Medidas – O desconto no IPI para automóveis e utilitários vale até 31 de agosto. A medida foi adotada para reverter a retração das vendas, que vinha provocando encalhes nas montadoras e concessionárias. O corte no IPI, que em carros populares foi reduzido a zero, veio acompanhado da redução do IOF (Imposto sobre Movimentações Financeiras), que caiu de 2,5% para 1,5%.

A força das montadoras

Mais de 5% do PIB brasileiro, hoje, vem da indústria automotiva. O setor é o mais forte grupo de pressão na economia brasileira. Basta ver: desde o início da crise financeira mundial, o segmento automotivo ganhou do governo federal R$ 26 bilhões em isenção fiscal. No período, gerou 27.753 novos empregos. Custo aproximado de cada emprego: R$ 1 milhão.

Compartilhe:

Deixe seu recado